Paolla Oliveira faz texto contra quem critica suas poses sensuais

A atriz Paolla Oliveira, que fez 36 anos ontem, postou um textão no seu perfil no Instagram (@paollaoliveirareal) refletindo sobre beleza e envelhecimento. Paolla critica os padrões de beleza impostos pela sociedade e, em um trecho do texto, afirma que os padrões que realmente a interessam são os dela mesma: “Meu corpo é lindo por ser meu”, escreveu.

O texto, dedicado à todas as pessoas que inspiram a atriz, também alfineta quem critica suas fotos sensuais na rede social: “Quem foi o ser que inventou que devo ser discreta antes de espontânea? ”, questiona.

View this post on Instagram

Em que idade me sinto mais bonita? Se estou preocupada por envelhecer? Qual é essa idade para ser mais feliz, o auge, o ápice? Idade em que o sorriso está sempre na moda? A idade em que vou entender de que maneira devo ser para ter liberdade e tranquilidade de ir e vir como quiser? Em qual delas vou ser mais respeitada? Quem foi o ser que inventou que devo ser discreta antes de espontânea, divertida, gentil? Quem disse que precisamos de tantos pequenos e grandes encaixes? Regras a seguir: rir mais alto, sair da dieta, responder a algumas perguntas de maneira bem óbvia, não saber tudo, errar, mudar o caminho, não se encaixar em nada, e às vezes ser como todo mundo. Ter olhar transformador, chorar, aprender sobre filhos, tecnologia e música. Ficar em silêncio. A beleza é essa. Sem perguntas, nem grandes respostas… Serei feliz enquanto tiver vida. Para usar uma roupa que amo e me sentir bem e bonita, preciso basicamente existir. Amo me cuidar mas sem me distrair: antes de tudo, meu corpo é lindo por ser meu! Aliás, tudo que vem de alguém especial por dentro reflete por fora… Deixe colorir os lábios e a alma. Minha cor hoje seria alegria, se a alegria tivesse cor. Por tudo que passei, por tudo que me marcou e por onde um pouco de mim ficou. Então: sou colorida, de arco-íris e de azul com as bolinhas da mesma cor. E mais do que tudo sou o que quiser, irei aonde for, e como bem me parecer! Porque padrões que realmente me interessam são os meus… o de ser feliz, amar, ser amada, ser confiante, respeitar, ser respeitada. Quero me orgulhar de quem sou todo dia. Descobri que temos DUAS vidas, a segunda começa quando você se dá conta de que só tem uma. (Meu texto é para todos que me inspiram todos os dias, há 36 anos, perto ou longe. E por tudo que aprendi e reaprendi nessa vida)

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

Leia também:

Saiba tudo que acontece na sua cidade. Empresa abrem vagas de emprego

Comments

comments

Deixe uma resposta